Professor Paulo Meinberg


Um educador. Um amigo.

oooo
Nascido em 11 de dezembro de 1926, em Três Pontas, Minas Gerais, Paulo Meinberg, com dignidade, honra, integridade moral e dedicação, abraçou seu ideal de educador.
Paulo Meinberg casou-se com Christina Milano, com quem teve dois filhos, Maria Elisa e Paulo Meinberg Júnior. Juntaram-se à família o esposo de Maria Elisa, Roberto, a esposa do Paulo Júnior, Patrícia, e os netos Mariana, Beatriz, Carolina, Paulo Henrique e Felipe.
Iniciou suas atividades em 1948, quando, juntamente com seus sete irmãos, todos educadores, fundou, na Zona Norte da Capital, o Externato Jardim São Paulo, colocando em prática um antigo projeto familiar.
Com a filosofia educacional bem definida, a escola cresce a passos largos, até que, em 1966, com a abertura do curso ginasial, a instituição de ensino ganha o novo nome de Ginásio Jardim São Paulo.
É nessa nova fase, sob a direção do Professor Paulo Meinberg, que se destaca a excelente relação escola–comunidade e a valorização do esporte e da música como elementos indispensáveis para a formação humana. O incentivo à arte sempre foi presente na vida do professor Paulo. Ele é, inclusive, autor de várias composições, entre elas o próprio hino da escola.
O atual nome Colégio Jardim São Paulo vem com a abertura do curso Colegial em 1970. Aliás, a década de setenta será marcada por expressivos feitos nas áreas esportiva e artística. É nesse período que o Colégio conquista o tricampeonato das Olimpíadas da Cidade de São Paulo – razão das três estrelas na logomarca do Colégio.
O contato com a natureza e a preservação do meio ambiente são, também, prioridades do Colégio. Assim, no início dos anos 80, surge a Unidade Cantareira, nas proximidades do Horto Florestal, com uma área de 25 mil m², e, em 2004, a unidade Tremembé, também rodeada de muito verde.
Coroando meio século dedicado à educação, é inaugurada, em 11 de novembro de 1998, aqui, neste bairro, a Faculdade Cantareira. Atualmente, próxima de completar apenas 19 anos, tem sua qualidade de ensino reconhecida pelo MEC, pelo Guia do Estudante, Melhores Universidades e comprovada pelo acompanhamento de egressos no mercado de trabalho. Os cursos oferecidos à comunidade são Agronomia, Direito, Música Bacharelado e Música Licenciatura.
Paulo Meinberg, ao longo de sua trajetória como educador, escreveu uma história significativa na cidade de São Paulo.Em 03 de julho de 2007, no Palácio Anchieta, a Câmara Municipal de São Paulo, por iniciativa do vereador Senival Moura, concedeu ao Professor Paulo Meinberg o título de CIDADÃO PAULISTANO.
Em seguida, pelos registros de suas atividades na vida escolar, nas relações profissionais e principalmente nas suas ações de convivência com o próximo sendo reconhecido pelo elevado valor humano, em 15 de abril de 2013, a Prefeitura do Município de São Paulo, assinou e autorizou a publicação da Lei nº 15.692, com base no Projeto de Lei nº 351/11, do vereador Toninho Paiva.
Recentemente, em 11 de setembro de 2017, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, por iniciativa do deputado Luiz Carlos Gondim e em reconhecimento ao legado musical deixado na área de bandas e fanfarras, homenageou in memoriam o Professor Paulo Meinberg.
Este espaço público que está sendo inaugurado, denominado Praça Professor Paulo Meinberg, está delimitado pelas Ruas Manuel Ramos Paiva e Juvenal Gomes Coimbra, pelas Avenidas Presidente Castelo Branco, Guilherme Cotching e Ariston Azevedo e pelo acesso à avenida Presidente Castelo Branco, no Distrito do Belém, Subprefeitura da Mooca.
Professor Paulo Meinberg faleceu no dia 15 de abril de 2010, nesta cidade de São Paulo, no entanto, seu registro de vida está eternizado em nossos corações e no nome desta praça.